A NossaHistória

Restaurante "A Venda do Ti Manel da Quinta"

Tudo tem um princípio, por vezes desenvolve-se, e acaba numa especialidade.

É o caso da história da gastronomia açoriana, neste capítulo, terceirense, disponível para o público. Nasce na tasca, instalação improvisada onde estão disponíveis petiscos/refeições rudimentares e bebidas - essencialmente vinho local - passa pela taberna, com uns petiscos apresentados ao balcão da venda/mercearia e uma maior variedade de bebidas, evolui para um botequim, com mais conforto e recato, e acaba numa casa de pasto/restaurante, face à procura crescente por parte dos fregueses, onde os denominadores comuns são a tradição e a boa comida à moda antiga.

Na Quinta do Martelo, pode observar-se e experimentar toda a evolução da cultura gastronómica, mas também etnográfica e civilizacional dos Açores ao longo dos séculos.

A tasca, a venda/mercearia, a taberna, o botequim, a casa da comida/casa de pasto, o restaurante, tudo isto que está aqui representado e pode ser observado, na sua evolução. Na Quinta também se pode comer em espaços diferentes, desde numa cozinha, sala de jantar, no alambique, numa adega, olaria, oficina de ferreiro, ao ar livre - onde havia lume, os trabalhadores faziam os seus petiscos.

A Quinta do Martelo é um centro interpretativo fidedigno de toda esta panóplia de vivências.

No restaurante tradicional da Quinta do Martelo, denominado “A Venda do Ti Manel da Quinta”, come-se do melhor da culinária tradicional da Terceira e dos Açores, sabores já premiados com o 1º lugar no Concurso “Gastronomia – Património Nacional” e no “Gastronomia – Património Cultural" entre outros variadíssimos prémios a nível nacional e internacional.

A Evolução até ao Restaurante

A Tasca

A Venda/Mercearia exterior

A venda/Mercearia interior

A Taberna

O Botequim

A Casa da Comida/Casa de Pasto

O Restaurante

Quinta do Martelo Espaço Envolvente

Quem escolhe um espaço como a Quinta do Martelo para repousar do que é muitas vezes um dia-a-dia agitado não prescinde necessariamente de atividades físicas e de bem-estar, comuns mesmo, no ritmo de vida diário. Para dar resposta a esta necessidade, a Quinta do Martelo põe à disposição um ginásio, uma sauna e uma piscina, bem como campos de ténis e mini-golfe. Temos também um conjunto de jogos tradicionais, que já vão sendo raros.
Paralelamente, apresentamos outras estruturas que têm reunido o agrado da generalidade das pessoas. É caso das oficinas de artes e ofícios tradicionais, onde uns recordam realidades antigas e outros tomam contato, pela primeira vez com essas profissões de antigamente, a maior parte delas ultrapassadas pelo desenvolvimento dos tempos modernos.
A juntar a toda esta realidade, há vertente agropecuária, onde é possível a interação com animais de quinta e atividades agrícolas e frutícolas na forma tradicional.